segunda-feira, Fevereiro 17, 2014

Quinta da Ponte Pedrinha: The Best Seller

Perdoem-me, mais uma vez, mas este vinho é um perfeito Best Seller, um perfeito Blockbuster. Só tenho a sensação sempre que o bebo, infelizmente, que se podia (ou pode) ir mais além no que respeita a vinhos brancos na Quinta da Ponte Pedrinha. Parece-me que existe alguma timidez exacerbada.



Há, julgo eu, matéria para dar o salto e tornar este vinho branco (ou outro que possa ali surgir) em algo com mais personalidade, mais arriscado e ariscado, com capacidade para voar mais alto. É pena que não se tente dar uma passada um pouco mais longa. 


Até que isso possa acontecer, lá vou continuando bebendo e rebebendo este Best Seller, ano após ano.

2 comentários:

João Francisco Velez disse...

Rui,
Quem de nós não conhece alguém que complica demais? Mal comparado, um jogador de futebol que finta demais e perde objectividade na hora de chutar à baliza.
Também aqui, por vezes, também podem ser os nossos olhos que querem ver demais. Percebo e entendo as tuas questões.
Mas sejamos claros, um vinho que é bom e barato e ainda estamos com queixumes?!
Certas coisas fazem sentido como são. E somos nós que as temos de perceber.
Digo eu, que não percebo nada disto ;)

Pingus Vinicus disse...

João, percebo também o que dizes, mas a questão, para mim, é que fica a ideia que a QPP podia fazer mais qualquer coisa para além deste branco (bom e barato):)
Um forte abraço