sexta-feira, Novembro 09, 2012

Quinta das Carrafouchas

Ao género de um típico ofício da administração pública.
Serve o presente, neste caso um mísero post, entre tantos que se publicam pela rede, para informar a populaça que confrontei recentemente as colheitas de 2008 e 2009 da Quinta das Carrafouchas aqui.


Segundo os diversos relatos que podemos encontrar, nesta mesma rede, o colheita de 2008 está (ou será) superior à colheita de 2009, sendo que esta última, dizem, alinha por um comportamento mais mediano ou menos personalizado. Respeitando, naturalmente, a diversidade de opiniões e descontando eventuais erros de análise pessoal, os meus, comunico que gostei francamente do 2009, tendo sido transmitindo tal facto a quem de direito. Pois tratava-se, assim pareceu, de um vinho elegante, de fácil empatia e descomplicado.
Sem mais nada a acrescentar, atenciosamente.

4 comentários:

Hugo Mendes disse...

Tu não és bom! Ès o MAIOR!
Abraço
HM

Diogo Rodrigues disse...

Só faltou no fim o "Pede deferimento" ou "À consideração superior" para ser mesmo à moda da administração pública.

Diogo Rodrigues disse...

Mas quanto ao vinho acho que o 2009 está a evoluir de uma forma espantosa e talvez ainda consiga passar o que foi o 2008. Mas como anda sempre um ano atrasado é difícil comparar directamente.

Pingus Vinicus disse...

Só se pede diferimento, se estivermos a pedir autorização. Neste caso, é apenas uma informação :)