quinta-feira, Setembro 06, 2012

Vila Santa

As minhas palavras serão parcas, não por causa da falta de qualidade do produto, que é vinho branco, mas por que o dito já foi apresentado, e bem, por diversos blogs. O Diogo Rodrigues debita uns bitaites aqui e o Janeiro dá um lamiré também aqui. E o Amândio Cupido, descobri mesmo agora, traçou uns rabiscos aqui


Resta-me, apenas, reforçar a ideia simples mas veemente, que o vinho é efectivamente bom e eu gostei francamente dele. Tem espírito, tem nervo, mostra energia e amplitude e aparenta ter estrutura, capaz, para evoluir bem.


Depois bebe-se, e bebe-se. E se houver mais à frente continuar-se-á a beber, sem qualquer problema. No fim, restar-nos-á, apenas, colocarmo-nos em pose de refastelamento no sofá, lugar santo para todo o homem, e dormir uma soneca merecida. E por ora chega de conversa.

Post Scriptum: O vinho foi oferecido pelo Produtor.

Sem comentários: