domingo, janeiro 24, 2010

Dizem que surgiu o verdadeiro BLOG


Surgiu o verdadeiro BLOG. Depois de tanto murros, de tanta embirração, quezília e desdém, aparece um blog que pretende ser anti-blog. Apesar da ideia ser esquizofrénica,  é, sem dúvida, uma enorme jogada de marketing. Só pelo facto, merece o meu aplauso e de pé. No que me toca, tenho pena não ter descoberto este filão mais cedo. Fica para a próxima.

Entretanto já se perfilaram diversos clientes do blog, aliás do anti-blog. Lembram as lojas de brinquedos, no Japão, quando é lançada uma nova consola de jogos. Passada a folia, a consola passa de moda e fica a ser, simplesmente, mais uma no mercado, porque fatalmente irão irromper novas consolas, com novas opções e muito mais baratas.
Como consumidor aconselho, vivamente, que controlem os vossos ímpetos. A vida não anda de feição para estoirar com tudo à primeira vista. Cuidado com as expectativas, porque as diferenças resumem-se, em muitos casos, ao embrulho.

Olhando para o anti-blog (estou a gostar disto) tenho uma leve impressão que irei aprender, e muito, sobre vinhos (mas dos bons), irei saber o que se vai passando nos meandros do mundo enófilo. Ficarei a conhecer a verdade sobre tudo e todos. Não existirão listas de nomeados (o autor abomina). A realidade será descascada e os podres serão colocados na praça pública. Ficaremos a saber a realidade. Estou, efectivamente, ansioso e em pulgas por assistir a tudo. Espero é que sejam assuntos do nosso burgo.

Para quem gosta de novidades, siga este link. Quando ficarem fartos daquilo, sabem onde estão os blogs.

Agora, resta-nos saber o que pensa João Geirinhas sobre o assunto.

Upgrade

Deixo um comentário, retirado daqui, de alguém que já experimentou a nova consola. Parece ser, segundo consta, uma coisa do outro mundo. "Nasceu, finalmente, o Blog que faltava no panorama Blogueiro Pt. Aquele que estou certo irá revolucionar a forma como o vinho é visto, apreciado e criticado em Portugal. Não tenho dúvida que a sua qualidade servirá de bitola a todos os outros e que, mais cedo ou mais tarde, fará com que todos tenhamos vontade de melhorar!
Enfim, para quem tem acompanhado estas discussões, eu diria, em jeito de provocação que: Nasceu o Blog Maduro…"

Post Scriptum: Ok, ok, também ajudei na promoção. Bolas.

11 comentários:

Joel de Sousa Carvalho disse...

Dizes bem, foi uma granda jogada de marketing do Zé! Bom, espero que aquele blog, desculpem, "Anti-Blog", dure um tempo razoável. Os vinhos que lá passam é para quem pode e eu não posso, satisfaço-me a ler apenas.

Rui Miguel, para ti, um abraço.

P.S - tens um blog a sério, ehehe

Pingus Vinicus disse...

Calma que o anti-blog vai ser uma pedrada no charco. A verdade vai ser toda conhecida.

Hugo Mendes disse...

Pingus,
Nem sempre os grandes agitadores estão do lado da razão! Quanto a mim, é o facto de provocarem a agitação que os torna bons!
A forma como falas, quase que dá a entender que bom é não mexer em nada, não se falar de nada, deixar tudo como está e continuar-mos nesta palhaçada que tem sido o mundo dos vinhos em Portugal. Este marasmo de ideias, este mesmismo, este compadrio doentio que favorece um circulo restrito que teima em não permitir o afloramento do mérito e do trabalho de quem se esforça por fazer melhor!
Invariavelmente, as boas ideias são sempre mal aceites no inicio, espero que esta seja uma delas!
Forte Abraço
Hugo

Copo de 3 disse...

Hugo, os únicos agitadores que conheço no mundo do vinho são aqueles batons com que se faz a batonage.

A roda já foi inventada apenas toma várias formas e géneros... de resto pouco ou nada mudou. No dia em que começar a sentir náuseas serei o primeiro a sair pela mesma porta por onde entrei.

De resto vejo que foi mais um que entrou para o barco, corsários ou não, somos variados e para quem não gosta só tenho algo a dizer... azar.

Como me queimei no forno estou de mau humor... vamos lá ver se passa com um copinho de vinho.

Pingus Vinicus disse...

Hugo, o Copo de 3, grande amigo meu, que é dono de um blog (não anti blog) diz quase tudo.

Já leste quase tudo o que os blogs disseram disseram nos últimos anos?

Atenção, e tenho pena que não tenhas seguido os acontecimentos, mas existe muita coisa que deve ser lida e que não foi.

Hugo Mendes disse...

Não percebo essas reacções, sinceramente! Gostam de provar vinhos e colocar as notas num blog? Perfeito, até sou, de ambos, um dos clientes mais assíduos e não pretendo mudar isso! Mas se existe alguém que, sobre o mesmo tema quer abordar outros assuntos, não entendo como isso os belisca, isso e o facto de eu dizer que é aquele em quem ponho mais esperanças de que possa contribuir para a mudança desta m…
Só porque aborda temas, vá, mais ligados à orgânica da coisa! Deve ser proibido? Porquê? Porque são temas dos quais vocês não querem, não sabem, ou não se sentem à vontade em falar?
Não entendo, logo de vocês, não entendo mesmo!
P.S.- a leitura que faço da assinatura anti-blog, não coincide com a vossa, para mim é só o facto de ser algo anárquico, diferente e sem pretensões à organização social estabelecida (um pouco à semelhança do anti-heroi!).

Pingus Vinicus disse...

Calma, Hugo, mas quem fala em proibir? Calma. Estamos todos com as expectativas muito altas, tal como tu. Estamos à espera de ver a luz.

Acredito que estejas em pulgas, também estou. Quero ver, agora, as verdades, coisas que não sei. Sinceramente quero ver aquele lado orgânico (como tu dizes).

Não te esqueças de uma coisa, os blogs não pertencem ao mundo do vinho. São consumidores puros e duros. Nada mais. Não podemos falar de coisas que apenas ouvimos oficiosamente. É pena.

Agora durante 5/4 anos tentámos fazer coisas diferentes e estamos cá.

Copo de 3 disse...

Hugo sorry mas não ando nem vou em cenas lamechas... fica mal e já não tenho nem idade nem perfil para isso.

Dois pontos: Cada blog sua cabeça, quem sou eu para dizer o que quer que seja sobre quem quer que for. Parem de uma vez por todas em pedir inovação e coisas sem sentido, quem pede não sabe o que pede porque primeiro não sabe fazer e depois nem sabe o trabalho que dá sequer fazer algo. E cabe a cada um dos blogs saber o que deseja da sua vida, do seu blog... ninguém vai dizer à RV para mudar as capas nem para mudarem isto ou aquilo... sugestões aceitam-se, com exemplos claros do que se precisa para melhorar, sempre pedi sempre ouvi e sempre tentei melhorar quando achei que valia a pena. Façam barulho mas não incomodem já dizia o meu vizinho, quando eu estudava em Lisboa.

Desculpa mas além de me ter queimado no forno, o vinho que abri tinha TCA.

Hugo Mendes disse...

João,
Impressionante a facilidade com que te queimas…
Ouve lá! Mas alguém aqui te pediu que mudasses ou que procurasses outro caminho? Onde vais buscar essas ideias?
Agora o que não entendes é que este mundo maravilhoso em que tu andas por prazer, é fonte de rendimento de muita gente. E tal como os outros tem problemas. Mas aqui há o péssimo hábito de não falar deles, logo, eu, que vivo disto, fico muito contente que apareça alguém que meta os dedos na ferida (bem ou mal, faço isso desde que comecei a “interagir”, portanto, espanta-me como isso te incomoda).
A que ponto isso te incomoda? Eu por acaso pedi que o imitasses?
Abraço

Emilio disse...

Nâo falo nem escrivo um muito bom português, asim que nâo sei se vocês entenderám-me. Na minha opiniâo, o anti-blog nâo é muito distinto (exceito pela inexisténcia do moderador, ou isso creí entender) dos outros blogs do vinho, mais varias coisas parescéram-me divertidas: a ideia de chamar "O Grande Ditador" a Parker, e a publicidade dos "Orgasmic Wines". Também gostei muito da tábela de pontos (de "Zurrapa" a "Muito bom vinho" e aínda mais). Enfim, estou a seguir no meu aprendizagem. Saudaçoes!
P.S.: Pingus, em atençâo a sí, é possivel chamar-me nâo mais Emilio (o meu nome verdadeiro) e sim Dâo-Power. O pensarei!

António Carlos disse...

É apenas mais um que quer ser critico, fingindo que é anti.